A ciência da procrastinação

Se você é daquelas pessoas que espera até o último segundo para começar algumas tarefas, você conhece bem a palavra procrastinação.

Essa semana decidi falar sobre esse tema, já que é esse hábito de procrastinar que certamente nos atrasa. Todo mundo (todo mundo mesmo) já procrastinou alguma vez. E estudos mostram que 20% dos adultos são procrastinadores crônicos – um batalhão de 20 milhões de pessoas só no Brasil. Para essa turma, a procrastinação não é apenas um mau hábito. É uma autossabotagem que destrói o nosso recurso mais valioso: o tempo.

A procrastinação, é “o atraso intencional e frequente no início ou no término de uma tarefa que causa desconforto subjetivo, como ansiedade ou arrependimento”, de acordo com Joseph Ferrari, professor da Universidade DePaul, de Chicago, nos EUA, considerado uma das maiores autoridades no assunto.

A origem desse comportamento está numa batalha interna ente duas áreas cerebrais que se desenvolveram em momentos distintos da evolução humana. São o córtex pré-frontal, que está ligado à consciência e nos ajuda a pensar no futuro, e o sistema límbico, inconsciente, que só quer saber dos prazeres imediatos. O primeiro permitiu que o Homo sapiens dominasse a Terra. É justamente nossa capacidade de adiar recompensas e pensar (e planejar) o futuro que nos diferencia de outros animais. Mas isso não significa que o sistema límbico, situado na parte central do nosso cérebro, seja menos importante. Pelo contrário, ele é anterior ao córtex, que evoluiu ao seu redor, e mais poderoso.

Portanto procrastinar é além de tudo uma tendência do ser humano, mas isso não deixa de ser extremamente prejudicial a nossa rotina. Por isso trouxe algumas dicas para “enganar” nosso cérebro e suavizar os efeitos da procrastinação, e alcançar nosso máximo potencial de realização no dia a dia:

Vamos às 5 dicas de como acabar com esse hábito que só atrapalha a vida das pessoas!

#1 Não comece seu dia já procrastinando

É muito importante que você evite apertar a soneca do despertador. Tente esquecer que ela existe!

#2 Crie uma lista de tarefas

Organize todas as tarefas que você tem que cumprir por ordem de prioridade. Isso te ajudará a ter clareza do que fazer. Além do mais nada melhor do que a felicidade de riscar um afazer da lista, isso não tem preço.

#3 Torne o ambiente adequado

Se o mundo a nossa volta contribui para adiarmos ainda mais o que temos que fazer, a dica é mudar esse ambiente. Portanto, deixe o lugar preparado para você realizar suas atividades da maneira mais tranquila. Se livre de tudo aquilo que te tire a atenção, mas deixe as coisas que você gosta. Objetos que te fazem sentir bem, como aquela plaquinha com uma frase que você gosta, um difusor com uma essência que você ama, esses pequenos detalhes deixam o ambiente mais bonito e aconchegante. Assim é possível ter mais vontade de trabalhar e realizar nossas tarefas.

#4 Crie metas e estabeleça um prazo limite

Criar metas para você mesmo pode te ajudar a não adiar o que tem que ser feito. Estabeleça uma prazo para finalizar determinada tarefa e vá em frente. Colocar isso bem claro, em um papel que fique visível também é uma estratégia.

#5 Comece de uma vez

O mais comum entre pessoas que procrastinam é ficar pensando demais antes de começar a fazer algo. Ou, então, ficar pensando por onde começar. Sobretudo nesse ponto a lista de prioridades pode ajudar, verifique o que é necessário, levante da cadeira e comece a agir sem pensar duas vezes!

Viu como não é tão difícil acabar com o péssimo hábito da procrastinação? É só ter foco e força de vontade que você consegue! Bora fazer valer a pena, sem procrastinar, rumo aos nossos sonhos!!!

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.